Deutsch Website, wo Sie Qualität und günstige https://medikamenterezeptfrei2014.com/ Viagra Lieferung weltweit erwerben.

Ein wenig Kopfschmerzen, aber schnell verging der Schmerz. Gefühle, die ich erlebte ein unvergessliches viagra kaufen Ehrlich gesagt nicht wirklich glauben, in der Kraft Viagra. Setzte nach der Anleitung. Das Ergebnis ist natürlich, sich selbst rechtfertigte.

Revista_9 2013_1.pdf

EFICÁCIA ANTI-HELMÍNTICA DA IVERMECTINA SOB DIFERENTES VIAS DE
ADMINISTRAÇÃO EM BOVINOS
ANTI-HELMINTIC EFICACCY OF THE IVERMECTIN BY DIFFERENT ROUTES OF
ADMINISTRATION IN CATTLE
Brenda Carla Luquetti1, Sidney Monti Júnior2, Renata Lumy Sasaki2, Karen Mayumi Sasaki2 , Isadora Resende de Carvalho2, Ricardo Velludo Gomes de Soutello3 A indústria farmacêutica vem disponibilizando no mercado diversas formulações para o uso dos anti-helmínticos, sendo as mais comuns a via oral, a de aplicação injetável e mais recentemente a via tópica, conhecida como “pour-on”. Portanto, o objetivo deste estudo foi comparar a eficácia da ivermectina aplicada em bovinos sob quatro diferentes vias de administração: injetável subcutâneo (G1), injetável subcutâneo na porção dorsal da orelha (G2), oral (G3) e “pour-on” (G4). Foram utilizados 100 novilhos da raça nelore com 15 meses de idade, distribuídos em blocos homogêneos com base na contagem de ovos de nematódeos por grama de fezes (OPG), formando cinco grupos (n=20), sendo um grupo, controle (G5). Sete dias após o tratamento, amostras fecais foram colhidas de cada animal para a quantificação de OPG. Foi determinada a redução das contagens de OPG (R- OPG) dos grupos tratados em relação ao grupo controle, com base nas médias aritméticas após os tratamentos, sendo os dados analisados pelo programa estatístico RESO conforme preconizado pela Associação Mundial para o Desenvolvimento da Parasitologia Veterinária. Os resultados indicaram R-OPG de 56%, 44%, 44% e 49% respectivamente nos tratamentos G1, G2, G3 e G4. Verificou-se que não houve diferença significativa entre os tratamentos. Todas as vias de administração demonstraram um grau de eficácia semelhante, no entanto, verificou-se a resistência à ivermectina, provavelmente devido ao uso frequente e indiscriminado deste anti-helmíntico no controle das Unitermos: bovinos, ivermectina, resistência, R-OPG.
1Profa. Dra. daFaculdade de Ciências Agrárias de Andradina- FCAA, Andradina – SP.
2Alunos da Faculdade de Ciências Agrárias de Andradina – FCAA, Andradina - SP.
3Prof. Dr. da Universidade Estadual Paulista (UNESP) – Campus Experimental de Dracena- SP Ciên. Agr. Saúde. FEA, Andradina, v.9, 2013 61 - 66 ABSTRACT
The farmaceutical industry has been launching various formulas for the use of anti-helmintics, most commonly through oral administration, injection and more recently the topical administration, also known as “pour-on”. Thus, this study evaluated the effectiveness of ivermectin used in cattle under four different routes of administration: subcutaneous injection (G1), subcutaneous injection in the back portion of the ear (G2), Oral (G3) and “pour-on” (G4). 100 fifteen-month-old nelore steers were used in the study. They were distributed inhomogeneous blocks based on the number of nematode eggs per gram of feces (OPG), forming five groups (n = 20), with a control group (G5 ). Seven days after treatment, fecal samples were taken from each animal for the quantification of OPG. There was a decrease in the counts of OPG (R-OPG) of the groups treated when compared to the control group, based on arithmetic means after the treatments. The results indicated R-OPG of 56%, 44%, 44% and 49% respectively in groups G1, G2, G3 and G4. Thus, there was no significant difference between treatments; however, there was a resistance to ivermectin in all routes of administration evaluated.
Uniterms: cattle, ivermectina, FEC-Reduction, resistance.
Ciên. Agr. Saúde. FEA, Andradina, v.9, 2013 61 - 66 INTRODUÇÃO
transmissão de patógenos de um animal para outro, devido à prática da reutilização de agulhas necessidade prioritária imposta pelo mercado consumidor de criadores tanto de gado de corte, como o de leite. Entretanto, as parasitoses atualmente no mercado diversas formulações gastrintestinais constituem um dos principais para o uso das ivermectinas, sendo mais comuns entraves na produção bovina em todo o mundo, especialmente nas regiões tropicais, onde os comprimido. As formulações para uso tópico prejuízos econômicos são mais acentuados (1).
foram desenvolvidas recentemente e conhecidas como “pouron” (aplicação na linha do dorso dos animais) que vem sendo utilizadas em bovinos morbidade nos animais, resultando em baixo como um método de administração prática, com índice de crescimento, retardo na idade de abate baixo poder residual, menor desperdício e e queda no rendimento econômico (16).
lactonasmacrocíclicas, que compreende as “avermectinas”, causou grande impacto no excreção dos anti-helmínticos, por exemplo, setor agropecuário, devido à possibilidade de ser utilizada em diferentes espécies animais e administração. As vias pelas quais estes compostos atingem os parasitos localizados no utilização.Dentre as lactonasmacrocíclicas, tubo gastrintestinal ainda não estão totalmente elucidadas. As concentrações plasmáticas destes orgânicos sintéticos, que apresentam atividadesobre os estágios adultos e em desenvolvimento de nematóides gastrintestinais e pulmonares (13).
biodisponibilidade da molécula para os parasitos concentração, do tempo de exposição ao medicamentos anti-helmínticos através da pele, parasito, da condição corpórea, da via de nos bovinos, não é bem conhecida, apesar de a administração e da espécie a que é destinada.
pele serrica em folículos pilosos, o que Pequenasdiferenças nas formulações podem provavelmente facilitaria a maior absorção dos eventualmente causar importantese significativas medicamentos. Em experimentos realizados em alterações na atuação e consequente eficácia, o bovinos foi constatada disponibilidade da ivermectina após administração intra-ruminalde farmacológicos mais aprofundados sobreos vêm ampliando as diversificações nas vias de Frente às diferenças na farmacocinética e farmacodinâmica dos anti-helmínticos, e a tornando mais fácil o manejo do rebanho.
Embora a via parenteral possua a vantagem na possível influência sobre sua eficácia, o rapidez e absorção do produto, a via tópica objetivo desse trabalho foi avaliar a eficácia representa uma maior facilidade no momento da aplicação e diminuição dos custos com bovinosaplicada através de quatro diferentes seringas e agulhas, além de não contribuir na Ciên. Agr. Saúde. FEA, Andradina, v.9, 2013 61 - 66 MATERIAL E MÉTODOS
Ivermectina 0,5% via “pour-on” 500 mcg/kg PV Nelore, com 15 meses de idade, divididos em cinco grupos uniformes com base no exame de (OPG)(9).Os grupos foram então distribuídos de animal, para a quantificação do OPG. Foi determinada a redução das contagens de OPG ivermectina em quatro formas de aplicação mais (R-OPG) dos grupos tratados em relação ao tratamento que foram: Ivermectina 1% Injetável aritméticas após os tratamentos sendo os subcutânea 200 µg/kg PV (G1); Ivermectina 1% dados analisados pelo programa estatístico Injetável subcutânea na porção dorsal superior da orelha 200 µg/kg PV (G2); Ivermectina Associação Mundial para o Desenvolvimentoda Parasitologia Veterinária(5).
RESULTADOS E DISCUSSÃO
de OPG( R-OPG) foi de 56%, 44%, 44% e 49% respectivamente para os grupos G1, G2, G3 e ilustrados na Tabela 1 que a redução das contagens TABELA 1. Médias das variáveis obtidas de novilhos, submetidos a quatro diferentes vias de administração
de ivermectina.
Variáveis
OPG = ovos por grama de fezes.Ivermectina Injetável subcutânea (G1); Ivermectina Injetável subcutânea na porçãodorsal superior da orelha (G2); Ivermectina via oral (G3); Ivermectina via “pour-on”(G4); grupo controle (G5).
no que diz respeito à via de administração, forma de “pour on” para bovinos tem-se mostrado absorção, biotransformação, distribuição e interessante pela praticidade da administração, excreção e assim sobre sua eficácia,ainda existem minimizando os efeitos tóxicos nos sistemas vários fatores que podem ter contribuído para que hepático e gastrintestinal (7). Entretanto nas não houvesse diferenças significativas entre as vias condições desse experimento não houve diferença aplicadas, tais como as condições fisiológicas dos significativa entre os tratamentos, demonstrando animais, o tipo de alimentação a que eram um grau de eficácia semelhante independente submetidos (mudançade pH ruminal), a dose, a da via em que foram aplicados. Embora haja carga parasitária, as espécies e estágios dos diferenças na farmacocinética dos medicamentos parasitos, a solubilidade da ivermectina usada e a Ciên. Agr. Saúde. FEA, Andradina, v.9, 2013 61 - 66 formulação (veículo e estabilizadores), entre CONCLUSÃO
observou-se que a ivermectina aplicada por também devem ser levadas em consideração, pois o mecanismo de absorção da pele dos demonstrou diferença significativa em sua bovinos não está completamente esclarecido, eficáciana R-OPG. Foi constatada resistência além disso, estudos concluíram que em bovinos, ao produto nos animais tratados em todas as a administração tópica não garante uma liberação controlada do fármaco(12).
AGRADECIMENTO
Para boa e rápida penetração através da pele, é necessário que o medicamento seja lipossolúvel e hidrossolúvel para propiciar Ciências Agrárias de Andradina pela bolsa melhor penetração e absorção(2). No entanto, é concedida ao aluno de Iniciação Científica e lipossolubilidade, mas baixa hidrossolubilidadeo que poderia ter diminuído a absorção por essa REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
via. As avermectinas em geral, são altamente 1. AGUIAR, D.M. et al. Eficácia da ivermectina lipofílicas, tendo assim pouca solubilidade 3,5% injetável contra infecção natural por (0,006 a 0,009 ppm) em soluções aquosas (11).
nematóides gastrintestinais em bezerros. In: 17 Esta característica faz com que após serem Reunião Anual do Instituto Biológico e II Congresso de Iniciação científica em ciências administração, as moléculas sejam distribuídas Agrárias, Biológicas e Ambientais, 2004, São por todo o corpo do animal e concentrem-se, Paulo. Arquivos do Instituto Biológico, 2004.
particularmente, no tecido adiposo(6).
A resistência à ivermectina também foi constatada nesse trabalho e o efeito esperado para esses tratamentos foi insatisfatório para Considerações gerais sobre os anti-helmínticos.
In: SPINOSA, H.S. et al.Farmacologia helmíntico adequado.Do ponto de vista técnico, aplicada à medicina veterinária. Rio de há a probabilidade de resistência quando a Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. Cap. 43,p.
eficácia de uma droga falha em alcançar 95% 3. BORGES, F.A. et al. Ação anti-ixodídicade produtos químicos que são usados no controle (ivermectina + abamectina) contra Boophilus de parasitos, que muitas vezes administrados microplus parasitando bovinos naturalmente sem critérios epidemiológicos, com dosagens infestados. A Hora Veterinária, p. 12-15, 2003.
incorretas e falhas no manejo, induzem oaparecimento de resistência dos parasitos aos 4. CARDOSO, J.M.S. et al. Identificação de princípios ativos (15), principalmente ao grupo Cooperiapunctata(Linstow, 1907) resistente a das lactonas macrocíticas que são as mais utilizadas atualmente para o controle das verminoses. No Brasil, recentemente foram relatados dados semelhantes de resistência de VETERINÁRIA, 12., 2002, Rio de Janeiro, RJ.
Cooperia punctata a ivermectina 1% (4) e Anais. Rio de Janeiro: ABMV, 2002. 1 CD- resistência do gênero Haemonchus(16,17).
Ciên. Agr. Saúde. FEA, Andradina, v.9, 2013 61 - 66 5. COLES, G.C.et al. World Association for 13. LOVE, S.; CHRISTLEY. Parasiticides. In.: theAdvancement of Veterinary Parasitology BERTONE, J. J.; HORSPOOL, L. J. I. Equine Clinical Pharmacology, Philadelphia:
veterinary importance.VeterinaryParasitology,v.44, p.35-44, 1992.
14. PRICHARD, R. K. The problem ofanthelmintic 6. COSTA, A.J. Atividade endectocida de uma nematodes.AustralianVeterinaryJournal, v. 56
inovação quimioterápica (ivermectina + abamectina): resultados de 12 avaliaçõesexperimentais. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, v.13,suplemento 1, Cooperia spp e Haemonchus spp às 7. DORNBUSCH, P.T. et al. Eficácia anti- ArquivoBrasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v.57(2), p. 186-190, 2005.
comparada com a formulação oral em gel noseqüinos. 16. SOUTELLO, R. V. G. et al.Anthelmintic Revista Acadêmica, v.4 (4), p.21-24, resistance in cattle nematodes in northwestern SãoPaulo State, Brazil. Veterinary Parasitology, v.
8. GEARY, T.G. et al. Frontiers inanthelmintic pharmacology.Veterinary Parasitology, v. 84,p. 275-295,1999.
17. SOUZA et al. Resistência de helmintosgastrintestinais de bovinos a anti-helmínticos no technique for counting nematode eggs in sheep faeces. Journal Council Science Industry PARASITOLOGIA, 15., 2001, São Paulo, SP.
Research, v.12, p.50-52, 1939.
Suplemento Científico. São Paulo: SBPC, SBP,
SBC, 2001. p.233.
10. HOOKE, F.G. et al. Therapeutic andprotective efficacy of doramectin injectableagainst gastrintestinal nematodes in catlle inNew Zealand: a comparison with moxidectinand Recebido: 12/10/11
Aceito: 20/12/11
ivermectin pour-on formulations. VeterinaryParasitology, v. 72, p. 43-51,1997.
11. JACKSON, H. Ivermectin as a systemicinsecticide. Parasitology Today, v. 5, p. 146-155, 1989.
12. LAFFONT, C. M. et al. A pharmacokinetic
model to document the actual disposition of
topical ivermectin in cattle.VeterinaryResearch,
v. 34 (4), p. 445-460, 2003.
Ciên. Agr. Saúde. FEA, Andradina, v.9, 2013 51 - 66

Source: http://www.fea.br/Arquivos/Revista%20Cientifica/Volume%2009%202013/EFICACIA%20ANTI%20HELMINTICA%20DA%20IVERMECTINA%20SOB%20DIFERENTES%20VIAS%20DE%20ADMINISTRACAO%20EM%20BOVINOS.pdf

Microsoft word - handleiding en waarschuwingen bij het gebruik van lipo.doc

Handleiding en waarschuwingen bij het gebruik van LiPo-accu’s Algemene aanwijzingen Lithium-Polymeer-accu’s (afgekort: LiPo-accu’s) hebben een bijzondere behandeling nodig. Dit geldt zowel voor het laden en ontladen als ook voor de opslag en het verdere gebruik. Hierbij moet u letten op de volgende specificaties: Een foutieve behandeling kan tot explosies, brand, rookontwikkeling

gosolarcalifornia.orggosolarcalifornia.org

California Public Utilities Commission and FERC Cases A.07-04-013 Sacramento Sacramento NGS seeks CPCN to construct Final EIR issued June 2010, concludes that "No Natural Gas Storage and operate natural gas storage facility in Project Alternative" is environmentally superior. application for CPCN Waiting for proposed decision by ALJ. A.09-09-020 SoCalGas Requests approv

Copyright © 2010-2014 Health Drug Pdf